logo AzMina

BBB e racismo: um vídeo pra ninguém mais falar que não tem informação

Na estreia do programa Mas Vocês Vêem Gênero em Tudo, debatemos os episódios de racismo no BBB e também como a Globo tem exibido o preconceito como entretenimento

O BBB foi palco esta semana de uma grande discussão sobre racismo, depois de um comentário racista do cantor Rodolffo sobre o cabelo do professor João Luiz Pedrosa. O episódio virou debate ao vivo, na segunda-feira, e também foi tema de um discurso do apresentador, Tiago Leifert, na terça-feira, quando Rodfolffo foi eliminado do programa. 

Duas coisas no debate chamaram atenção, porém: primeiro, a insistência de Rodolffo em não admitir o racismo de sua fala, alegando ter também parentes negros na família ou falta de informação sobre o assunto. Vale lembrar, que ele também fez comentários machistas e homofóbicos no programa e se defendeu com a mesma justificativa. 

O outro ponto que chamou atenção foi como a Globo se recusou a nomear o que houve como racismo. “Assunto”, “questão”, “tema” eram as palavras usadas. Nunca racismo. E isso é um problema. 

Nossa repórter Marília Moreira explica tudo isso e aprofunda o debate no vídeo, lembrando que o racismo costuma andar de mãos dadas com a homofobia e o machismo – e que para combater um, é preciso encarar todos os problemas. 

Leia mais: Podemos aceitar a radicalidade de pessoas negras serem humanas?

O vídeo marca a estreia do novo programa da Revista AzMina, “Mas vocês vêem gênero em tudo?”, que vai ao ar quinzenalmente, sempre nas tardes de sexta-feira, no nosso canal do Youtube. Se inscreva para receber os próximos! 

E se você conhece alguém que já cometeu atos racistas alegando “falta de informação”, envie esse vídeo, assim essa desculpa nunca mais vai colar! 

Ei, você quer que o jornalismo feminista exista?

AzMina coloca tecnologia, dados e jornalismo a serviço do feminismo. Se você acredita nesse trabalho e quer que ele continue, apoie hoje o jornalismo independente que fazemos.

EU APOIO AZMINA