logo AzMina

AzMina’s content is Copyright Free

Did you know that you can reproduce everything AzMina does for free, as long as you give the credits?

Português | Español

Translated by Laura Dourado and reviewed by Giovanna Costa

Ilustração: Larissa Ribeiro
Ilustração: Larissa Ribeiro

Communication vehicles, bloggers and individuals can reproduce the news reports made by AzMina Magazine whenever they want, if they follow some rules:

AzM_vaquinha_bullet_1Titles and intertitles can be changed to suit the style of the vehicle. The content can’t be cut, reduced or edited nor removed from its context without the approval of AzMina Magazine.

AzM_vaquinha_bullet_2

All the republishments must have the name of AzMina Magazine and its author highlighted, on the top of the text, plus the link to AzMina’s website (azmina.com.br).

AzM_vaquinha_bullet_3

All tweets on our republished reports must have the mention: @revistaazmina. All Facebook mentions must link to our page.

AzM_vaquinha_bullet_4The reports can not be resold.

 

AzM_vaquinha_bullet_5Pictures can only be republished along with the reports and the given credits. Videos can be reused, as long as they have credits and link to AzMina website. No logo but ours can be used at the end of the video, as an addition, and video sharing hosted on social media must be done from our page.

Quem está na cola do machismo mesmo?

Desde 2015, AzMina está do lado das mulheres e da luta pelos nossos direitos. E, ao nosso lado, nós tivemos muitas leitoras e leitores, que financiam o nosso trabalho e acreditam que jornalismo feminista deve chegar a todos. Graças aos nossos apoiadores, impactamos a vida de milhares de mulheres e produzimos cada vez mais conteúdos e projetos. Nossas reportagens, vídeos, podcasts, campanhas de conscientização e projetos como o PenhaS e o Elas no Congresso são totalmente gratuitos.

Se você valoriza tudo isso, considere fazer uma doação. Junte-se às mais de 500 pessoas que tornam o nosso trabalho possível. A maior parte dos nossos apoiadores contribui com R$ 20 mensais e cada real é importante.

O jornalismo feminista independente é muito essencial à Democracia sempre. Mas no Brasil de 2021, não podemos descuidar nem um dia. Para isso, AzMina depende de você.

APOIE A CONTINUIDADE DESSE TRABALHO HOJE!