logo AzMina

2ª Virada Feminista acontece nesse fim de semana, em São Paulo

E o livro da revista AzMina vai estar com desconto para quem for!

virada feminista

Eos dias 3 e 4 de setembro, o Centro Cultural da Juventude, será tomado pelo poder das mulheres! Com enfoque em três eixos de resistência das mulheres – corpo, a cidade e a luta -, a 2ª edição da Virada Feminista contará com muita música, teatro, filmes, rodas de conversas e oficinas que exploram as relações com o corpo e a segurança da mulher.

O evento começa às 18h do sábado, ao som do rap da Semente da Crioula. Durante a noite, destacam-se as presenças musicais de MC Sofia, Ilú  Obá de Min, Rap Plus Size, Liga do Funk, entre outros. Durante as 24 horas de evento, haverá as apresentações das peças de teatro e de alguns filmes produzidos por mulheres. As temáticas das oficinas propõem de bordados, pinturas em tela e práticas de escrita, ao grafite e a produção audiovisual.

Além disso, o pessoal da Pólen Livros vai estar por lá, vendendo o Livro “Você já é feminista!” com desconto.

A realização do evento é uma iniciativa da SOF (Sempreviva Organização Feminista), uma ONG feminista que visa a autodeterminação das mulheres, e da Marcha Mundial das Mulheres, movimento de militância feminista presente em 50 países e 20 estados brasileiros. Tudo com apoio de produtoras culturais, artistas e da arrecadação de mais de 25 mil reais em financiamento coletivo.

Virada Feminista

Quando: de 03/9 às 18h a 04/9

Onde: Centro Cultural da Juventude. Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641,  Vila Nova Cachoeirinha.

 

 

Somos movidas por uma comunidade forte. Falta você!

AzMina ajudou a revolucionar a cobertura de gênero no jornalismo brasileiro nos últimos 6 anos. Com informação e dados, discutimos temas tabus, fazemos reportagens investigativas e criamos uma comunidade forte de pessoas comprometidas com os direitos das mulheres. Muita coisa mudou nesse meio tempo (feminicídio deixou de ser “crime passional” e “feminista” xingamento), mas as violências contra as mulheres e os retrocessos aos nossos direitos continuam aí.

Nosso trabalho é totalmente independente e gratuito, por isso precisamos do apoio de quem acredita nele. Não importa o valor, faça uma doação hoje e ajude AzMina a continuar produzindo conteúdo feminista que faz a diferença na vida das pessoas. O momento é difícil para o Brasil, mas sem a nossa cobertura, o cenário fica ainda mais tenebroso.

FAÇA PARTE AGORA