Cartaz oficial final 2

São muitos os assuntos que cercam o debate sobre gênero no Brasil e parece até impossível conseguir abarcar tudo que atravessa o tema. Mas a gente sabe que os mamilos podem ser uma porta de entrada para a maioria dos debates, como a campanha #MamiloLivre mostrou essa semana. E o documentário “Para Além dos Seios” tenta aprofundar essa conversa.

De produção totalmente independente, o filme tem como elemento central o seio. É a partir dele, procura-se estimular reflexões acerca da cultura do estupro, aborto, hipersexualização da mulher negra, câncer de mama e a relação com o corpo pós mastectomia, amamentação, identidades de gênero e sexualidades. Além de questionar o papel das mídias na construção das normatividades corporais e de gênero.

Para Viviane Vergueiro, ativista transfeminista e uma das personagens do documentário, Para Além dos Seios propõe uma série de diálogos que, no cenário político atual, têm sido distorcidos ou invisibilizados por conta de interesses religiosos, econômicos e ideológicos.

“Acredito que o documentário se destaca por trazer temas cruciais gravitando em torno dos seios, elemento tão delicado quando pensamos gênero e padrões corporais. E ao fazer isto, apresenta perspectivas potentes que denunciam o abafamento desses debates – alegando que seriam uma ‘ideologia de gênero’ nociva, demoníaca até”, diz.

Sucesso de bilheteria e críticas

Durante o período que esteve em cartaz em Salvador, Para Além dos Seios se firmou como um grande sucesso de público, chegando a ser o filme de maior bilheteria no circuito SaladeArte de cinema nas primeiras seis semanas. Após sair de cartaz, a procura pelo filme continuou e foram realizadas algumas sessões especiais para grupos fechados e abertas ao público em geral, o que culminou na volta do filme a cartaz por uma semana, em homenagem ao Outubro Rosa. Na fanpage do Facebook já são quase 4 mil seguidores.

O filme tem recebido boas críticas e indicações de pessoas públicas, como do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ). Finalizado em 2015 e em cartaz por três meses na capital baiana no primeiro semestre de 2016, o documentário segue agora para Brasília, com pré-estreia prevista para o dia 4 de dezembro, às 17h, no Cine Brasília, com debate ao final.

Por crowdfunding, é o público quem faz o filme ser exibido

 Enquanto o Para Além dos Seios não consegue apoio institucional para sua distribuição, os seguidores e apreciadores do filme têm contribuído para circulação através da campanha de financiamento coletivo, disponível na plataforma Benfeitoria.

Entre as recompensas disponíveis na plataforma, estão convites para contribuições onde o valor varia de R$ 12,50 a R$ 18 por unidade, a depender da quantidade. “Procuramos deixar a recompensa do convite o mais acessível possível. O nosso objetivo é fazer o filme chegar ao máximo de pessoas. Acreditamos muito nele, enquanto ferramenta política e transformadora da sociedade”, explica o diretor, Adriano Big.

Serviço:

O que: Exibição de Para Além dos Seios.

Quando: 4 de dezembro.

Onde: Cine Brasília, às 17h.

* Você sabia que pode reproduzir tudo que AzMina faz gratuitamente no seu site, desde que dê os créditos? Saiba mais aqui.