logo AzMina

Piriguete, sim!

Seu corpo, suas regras! Nosso segundo ensaio de moda traz algumas sugestões pra você divar quando acordar querendo sensualizar no look.

Se há uma classe de mulheres injustiçadas é a das piriguetes. Mulheres que gostam de exibir as curvas naturais do corpo, no topo de sua autoestima, elas são acusadas de absurdos como “não se dar ao valor”. Como se achar-se linda e sensual não fosse o melhor jeito de se valorizar!

A verdade é simples: uma sociedade que controla a sexualidade das mulheres e adora mantê-las sob as rédeas da insegurança não suporta uma mulher que esteja à vontade com o próprio corpo. Mas nós, da Revista AzMina, temos o maior respeito pelas piriguetes e fizemos esse ensaio de moda em sua homenagem. Aí vão algumas ideias de looks pros dias em que você estiver querendo esbanjar sua sensualidade.

E, sim, querida, você se dá muito ao respeito – e todo mundo deve o mesmo a você, piriguetando ou não… [/fusion_text][fusion_text]

[/fusion_text][fusion_text]

Expediente

Roupas e acessórios: Acervo Pessoal
Modelos: Andrea Rodrigues e Anna Victoria Urbieta
Fotógrafas: Babi Bowie e Anna Victoria Urbieta
Maquiagem: Lorena Caxito[/fusion_text]

Quem está na cola do machismo mesmo?

Desde 2015, AzMina está do lado das mulheres e da luta pelos nossos direitos. E, ao nosso lado, nós tivemos muitas leitoras e leitores, que financiam o nosso trabalho e acreditam que jornalismo feminista deve chegar a todos. Graças aos nossos apoiadores, impactamos a vida de milhares de mulheres e produzimos cada vez mais conteúdos e projetos. Nossas reportagens, vídeos, podcasts, campanhas de conscientização e projetos como o PenhaS e o Elas no Congresso são totalmente gratuitos.

Se você valoriza tudo isso, considere fazer uma doação. Junte-se às mais de 500 pessoas que tornam o nosso trabalho possível. A maior parte dos nossos apoiadores contribui com R$ 20 mensais e cada real é importante.

O jornalismo feminista independente é muito essencial à Democracia sempre. Mas no Brasil de 2021, não podemos descuidar nem um dia. Para isso, AzMina depende de você.

APOIE A CONTINUIDADE DESSE TRABALHO HOJE!