logo AzMina

Por que tantas mulheres não gozam?

Mariana Stock, da Casa Prazerela, fala sobre como o machismo tem afetado o prazer feminino

Sabia que metade das mulheres brasileiras não tem orgasmos nas relações sexuais, segundo uma pesquisa do Prosex, da USP, de 2017? Para Mariana Stock, terapeuta orgástica e fundadora da casa Prazerela, isso tem muito a ver com o machismo. “”Numa sociedade machista, nós mulheres aprendemos que nosso lugar é como objeto de desejo do outro. A gente nunca aprendeu o que a gente deseja”, diz.

Nesse bate-papo com Nana Queiroz, ela fala sobre as questões por trás do nosso prazer e também da falta dele. E derruba alguns dos mitos e preconceitos que têm sido parte da construção da nossa sexualidade: “a gente precisa ressignificar o que é sexo, porque enquanto sexo for igual a penetração, a gente vai sair no prejuízo, nós mulheres. Penetração, depois que a gente descobre o sexo de verdade, é ato de compaixão com o parceiro”.

Somos movidas por uma comunidade forte. Falta você!

AzMina ajudou a revolucionar a cobertura de gênero no jornalismo brasileiro nos últimos 6 anos. Com informação e dados, discutimos temas tabus, fazemos reportagens investigativas e criamos uma comunidade forte de pessoas comprometidas com os direitos das mulheres. Muita coisa mudou nesse meio tempo (feminicídio deixou de ser “crime passional” e “feminista” xingamento), mas as violências contra as mulheres e os retrocessos aos nossos direitos continuam aí.

Nosso trabalho é totalmente independente e gratuito, por isso precisamos do apoio de quem acredita nele. Não importa o valor, faça uma doação hoje e ajude AzMina a continuar produzindo conteúdo feminista que faz a diferença na vida das pessoas. O momento é difícil para o Brasil, mas sem a nossa cobertura, o cenário fica ainda mais tenebroso.

FAÇA PARTE AGORA