logo AzMina

“Duas mães? E as duas amamentam?”

Elas são mães de gêmeos e ambas amamentam. Confira a entrevista em vídeo sobre as maravilhas e desafios da maternidade lésbica

Melanie Zuccherina e Marcela Tiboni são as mães dos gêmeos Iolanda e Bernardo. Mel foi quem gestou as crianças e Marcela fez tratamento hormonal para amamentar os filhos também. E desde a decisão de engravidar, foram muitos os questionamentos e desafios que surgiram com a maternidade lésbica.

“Parece que numa maternidade só existem desses dois papeis: quem cuida do bebê e quem está para o lado de fora do portão, cuidando do mundo, para que o mundo chegue até a casa. E para a gente… Eu também não tinha as respostas. Eu sei que não vai ser assim, a gente vai encontrar outro jeito. E a gente tem encontrado”, conta Marcela.

Nesse bate-papo com Nana Queiroz, elas contam um pouco sobre os desafios e maravilhas da maternidade lésbica e a possibilidade de criar um jeito próprio de maternar.


Quem está na cola do machismo mesmo?

Desde 2015, AzMina está do lado das mulheres e da luta pelos nossos direitos. E, ao nosso lado, nós tivemos muitas leitoras e leitores, que financiam o nosso trabalho e acreditam que jornalismo feminista deve chegar a todos. Graças aos nossos apoiadores, impactamos a vida de milhares de mulheres e produzimos cada vez mais conteúdos e projetos. Nossas reportagens, vídeos, podcasts, campanhas de conscientização e projetos como o PenhaS e o Elas no Congresso são totalmente gratuitos.

Se você valoriza tudo isso, considere fazer uma doação. Junte-se às mais de 500 pessoas que tornam o nosso trabalho possível. A maior parte dos nossos apoiadores contribui com R$ 20 mensais e cada real é importante.

O jornalismo feminista independente é muito essencial à Democracia sempre. Mas no Brasil de 2021, não podemos descuidar nem um dia. Para isso, AzMina depende de você.

APOIE A CONTINUIDADE DESSE TRABALHO HOJE!