logo AzMina

AzMina faz anos e você é convidada de honra da festa!

Para celebrar, no dia 27 de agosto, haverá festa de lançamento do livro “Você já é feminista: abra este livro e descubra o porquê” só com DJs feministas

FESTA1

No mês de setembro a Revista AzMina completa um ano de existência! Para celebrar, no dia 27 de agosto, será lançado o livro “Você já é feminista: abra este livro e descubra o porquê”, um exercício para explicar de forma acessível os fundamentos do feminismo e como ele pode mudar nossas vidas. Ambos serão comemorados com debate e um evento aberto a todas e todos, na Casa Bartira, localizada no bairro de Perdizes, zona oeste de São Paulo.

Não esqueça: comprando o ingresso com antecedência ele sai mais barato que na hora e é apenas consumação!

O livro conta com ensaios de Amara Moira, travesti e ativista pelos direitos das prostitutas e LGBTs; Luísa Marilac, também travesti militante; Djamila Ribeiro, atual secretária municipal dos Direitos Humanos de São Paulo; Lola Aronovich, professora da UFSC e autora do blog “Escreva Lola Escreva”; Nana Queiroz, diretora editorial da AzMina, que foi quem organizou o livro e é, também, autora do livro “Presos que menstruam”; entre outras mulheres maravilhosas.

Na programação do evento haverá conversas e trocas sobre feminismo, pensando em como democratizar o movimento. Depois haverá pista de dança com muita música boa, comandadas pelas minas, Babi Bowie, Carol Oms e Ana Paula Lisboa – também integrantes da revista -, e Djana, as DJs das noite.

As crianças pequenas também são bem-vindas e nenhuma mãe ficará excluída. No piso superior da casa – afastado do som – crianças terão uma sala de entretenimento só para elas, onde bebês também podem dormir em seus carrinhos.

A Casa fica na Rua Bartira, número 625 e 633. O valor de entrada antecipado é de 25 reais (na porta será de 30 reais), ambos convertidos totalmente em consumação na festa. Há também um combo com desconto que inclui o livro, por R$ 50 (25 livro e 25 consumação – na hora será R$ 60 este combo). Compre agora o seu ingresso e economize. Mandamos ele por email pra você!

14063725_10209274924566147_7333757025403400635_n

Somos movidas por uma comunidade forte. Falta você!

AzMina ajudou a revolucionar a cobertura de gênero no jornalismo brasileiro nos últimos 6 anos. Com informação e dados, discutimos temas tabus, fazemos reportagens investigativas e criamos uma comunidade forte de pessoas comprometidas com os direitos das mulheres. Muita coisa mudou nesse meio tempo (feminicídio deixou de ser “crime passional” e “feminista” xingamento), mas as violências contra as mulheres e os retrocessos aos nossos direitos continuam aí.

Nosso trabalho é totalmente independente e gratuito, por isso precisamos do apoio de quem acredita nele. Não importa o valor, faça uma doação hoje e ajude AzMina a continuar produzindo conteúdo feminista que faz a diferença na vida das pessoas. O momento é difícil para o Brasil, mas sem a nossa cobertura, o cenário fica ainda mais tenebroso.

FAÇA PARTE AGORA