logo AzMina

Agenda: evento no Rio discute falta de mulheres na tecnologia

Girls in Tech destacará ideias de cinco brasileiras na área de tecnologia, além de trazer palestra com a criadora do Hotel Urbano

A tenção, meninas do Rio! Tem um evento bem bacana hoje, às 19h, no SENAC do Botafogo. É o terceiro encontro da Girls in Tech, uma iniciativa global que visa conectar mulheres que trabalham com tecnologia e impulsionar suas carreiras.

Este ano, o evento contará com uma palestra de Roberta Antunes, co-fundadora da agência de viagens online Hotel Urbano — que começou em 2011 como uma empresa pequena e acaba de ser vendida a um fundo americano, avaliada em R$2 bilhões. Roberta vai falar, entre outros assuntos, sobre a importância do “growth hacking”, metodologia para fazer empresas crescerem de forma exponencial na Internet.

Se você é uma empreendedora da área da tecnologia, poderá apresentar seu trabalho no evento. Haverá uma rodada de cinco “pitchs”, de um minuto cada. Valem negócios em qualquer etapa de desenvolvimento, da ideia à startup, passando por empreendedoras em busca de sócios e colaboradores. Interessada? É só se inscrever aqui. Se a sua for uma das cinco ideias selecionadas, você se apresentará no palco. Já para quem quer só comparecer ao evento, sem participar dos “pitchs”, o link para inscrição é este aqui. A entrada é franca.

O Girls in Tech foi criado em 2007 pela americana Adriana Gascoine e hoje está presente em 18 países. No Brasil, existe desde 2013.

3º meetup Girls in Tech Rio de Janeiro
Data: 09 de março
Hora: 19 às 22h
Local: Unidade SENAC Botafogo
Endereço: Rua Bambina, 107 (próximo ao metrô de Botafogo e ao Botafogo Praia Shopping).

Quem está na cola do machismo mesmo?

Desde 2015, AzMina está do lado das mulheres e da luta pelos nossos direitos. E, ao nosso lado, nós tivemos muitas leitoras e leitores, que financiam o nosso trabalho e acreditam que jornalismo feminista deve chegar a todos. Graças aos nossos apoiadores, impactamos a vida de milhares de mulheres e produzimos cada vez mais conteúdos e projetos. Nossas reportagens, vídeos, podcasts, campanhas de conscientização e projetos como o PenhaS e o Elas no Congresso são totalmente gratuitos.

Se você valoriza tudo isso, considere fazer uma doação. Junte-se às mais de 500 pessoas que tornam o nosso trabalho possível. A maior parte dos nossos apoiadores contribui com R$ 20 mensais e cada real é importante.

O jornalismo feminista independente é muito essencial à Democracia sempre. Mas no Brasil de 2021, não podemos descuidar nem um dia. Para isso, AzMina depende de você.

APOIE A CONTINUIDADE DESSE TRABALHO HOJE!