logo AzMina

Em parceria com a Uber, a Revista AzMina realizou um mês de atividades para celebrar o dia 25 de julho na empresa

A força da mulher negra latino-americana pautou o mês de julho da Uber de diversos países sul americanos. Em 2021,  a empresa realizou uma parceria com AzMina para promover um mês de eventos internos e uma campanha de conscientização sobre o Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, celebrado em 25 de julho.

Durante todo o mês, nós, da Revista AzMina, compartilhamos histórias de diversas mulheres negras que fizeram e ainda fazem história na América Latina, como Érika Malunguinho, Esperança Garcia e tantas outras que demonstraram força na defesa dos direitos das mulheres. 

Na programação, colaboradores da empresa de toda a América Latina participaram de bate-papos inspiradores sobre o tema com Viviana Santiago, especialista em gênero, diversidade e promoção da equidade racial. 

Quem está na cola do machismo mesmo?

Desde 2015, AzMina está do lado das mulheres e da luta pelos nossos direitos. E, ao nosso lado, nós tivemos muitas leitoras e leitores, que financiam o nosso trabalho e acreditam que jornalismo feminista deve chegar a todos. Graças aos nossos apoiadores, impactamos a vida de milhares de mulheres e produzimos cada vez mais conteúdos e projetos. Nossas reportagens, vídeos, podcasts, campanhas de conscientização e projetos como o PenhaS e o Elas no Congresso são totalmente gratuitos.

Se você valoriza tudo isso, considere fazer uma doação. Junte-se às mais de 500 pessoas que tornam o nosso trabalho possível. A maior parte dos nossos apoiadores contribui com R$ 20 mensais e cada real é importante.

O jornalismo feminista independente é muito essencial à Democracia sempre. Mas no Brasil de 2021, não podemos descuidar nem um dia. Para isso, AzMina depende de você.

APOIE A CONTINUIDADE DESSE TRABALHO HOJE!