Divã d’AzMina

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

#AconteceuNoCarnaval: Meu namorado me agrediu pra me ‘proteger de mim mesma’

'Ele deixou marcas roxas nos meus braços, pra me defender da minha infantilidade. Dos meus ciúmes exagerados'

Por que chamamos mulheres de meninas?

'Lembro do incômodo que senti quando perguntei quantos anos tinha a 'menina da limpeza' do trabalho de uma amiga. Uns 50 foi a resposta'

Me chamam para trabalhos só para preencher a “cota vaginal”

"Antes uma cota vaginal do que sem cota, sendo esse o doce amargo da 'coxota': a gente (quase) precisa agradecer por poder reclamar."

‘Fui eliminada em cinco entrevistas de emprego porque tenho filho pequeno’

'Precisamos de disponibilidade total, talvez com um filho fique difícil para você. Que tal deixar que eu mesma decida sobre isso?'

Por que o Natal deixou de fazer sentido pra mim

'Que no Ano Novo a gente possa amar de coração; desgostar de peito aberto e livre; e praticar o respeito sincero à escolha alheia. Mesmo que isso nos afete'

‘Viver sem culpa, essa é minha resolução para o Ano Novo. E a sua?’

'Passamos a vida elogiando pessoas queridas, mas não conseguimos perceber o mesmo em nós'

‘O HIV já me atingia muito antes de entrar em mim’

'Amanhã celebramos o Dia Internacional da Luta Contra a Aids e quero sugerir a todos e todas que façam o teste. E que venha a cura!'

‘Mulher negra: força, respire e vai pra cima. O mundo é seu também’

'Você deve isso a você mesma, a mim, e a todas as minas pretas que ainda vão pisar nesta terra'

‘A torcida subestima os times femininos’

'Temos que fazer o triplo para ter o mesmo reconhecimento dos masculinos. A maioria dos técnicos é de homens e suas habilidades raramente são contestadas'

‘Fazer cesárea não me tornou mais fraca ou menor do que qualquer outra mulher’

'Durante meses não conseguia contar a história do nascimento da Luisa sem chorar.'
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE