que ninguém te conta sobre se abrir pro amor depois de uma relação abusiva

5 coisas

Frio na barriga, ansiedade, expectativa… Começar uma relação amorosa é muito gostoso.

Mas essa fase pode ser muito diferente para quem já viveu uma relação abusiva.

O trauma da violência faz com que as vítimas tenham muito medo de se apaixonar novamente. E quando se sentem prontas, elas ainda precisam lidar com várias lembranças e gatilhos do passado.

Taís e Giz são duas criadoras de conteúdo que passaram por isso. E elas contaram para AzMina os desafios de se entregar para uma nova relação, depois desse trauma.

É como se eu associasse:  algum momento alguma coisa vai acontecer.”

O medo de se abrir ou de parecer vulnerável

1

Depois do trauma, muitas vítimas se fecham por medo de sofrer o abuso novamente.

Quando a pessoa tá me dando muito amor, muito carinho, eu me afasto. Na minha cabeça, eu não mereço aquilo.”

Depois de uma relação abusiva, é difícil confiar no afeto de outra pessoa

2

“Era um paradoxo, eu lutava contra o sentimento de mesmice…Mas ao mesmo tempo, eu sabia que aquele relacionamento era tudo que eu queria.”

Demora para você se acostumar com uma relação tranquila

3

“Toda hora eu cobro, eu acho que ele vai me trair, porque eu vivi aquilo mas ele tem a paciência e o amor de me acolher sabe.”

Situações comuns podem tocar em traumas antigos

4

“A Gisela de quatro anos atrás é totalmente diferente da Gisela que eu sou hoje. Eu aprendi a lidar com tudo. Vai doer, mas vai passar.”

É preciso respeitar o próprio tempo

5

Se você está passando por isso, saiba respeitar seu tempo antes de voltar a se relacionar de novo. E se conhece uma mulher que saiu de um relacionamento abusivo, ofereça apoio pois ela precisa.

Para amparar quem ainda não conseguiu se libertar desse ciclo de violência, a gente criou o Penhas. É um aplicativo que oferece apoio para mulheres em relacionamentos abusivos.