logo AzMina

Apoie o Jornalismo em defesa da mulher

Apoie AzMina




De política a sexualidade, acreditamos que todo assunto é assunto de mulher, tem impacto na vida da população e merece ser abordado com responsabilidade, informações confiáveis e relevantes, sem reforçar preconceitos e estereótipos. Assine AzMina e faça parte do movimento de leitores que possibilitam que o jornalismo responsável continue existindo.  

Com seu apoio, AzMina vai continuar produzindo reportagens exclusivas sobre a situação da mulher no Brasil. No contexto político atual, é ainda mais importante que o jornalismo se mantenha independente e de olho em como os direitos humanos estão sendo tratados. Além disso, em um cenário de desinformação, é essencial levarmos informação confiável e verdadeira para o máximo possível de pessoas.

Por que apoiar?

Nós somos uma organização sem fins lucrativos e dependemos do apoio das nossas leitoras e leitores para seguir fazendo nosso trabalho. São as assinaturas que nos permitem pagar os custos de manter a redação existindo e fazer jornalismo de qualidade.

O que vamos fazer com o dinheiro?

O dinheiro das assinaturas é todo usado para o jornalismo. Isso quer dizer que podemos manter ótimas jornalistas sempre atentas aos assuntos mais importantes do momento e remunerar de forma justa seu trabalho de apuração, checagem de fatos e produção de reportagens.

E foi com o apoio dos assinantes que produzimos reportagens premiadas e inovadoras, fizemos denúncias e acompanhamos de perto a política nacional. Foi assim que fomos reconhecidas em 2017 como o Melhor Veículo Jornalístico no Troféu Mulher Imprensa.

O que nós fazemos é jornalismo

Todas as reportagens publicadas na Revista AzMina seguem os princípios básicos do bom jornalismo:

  • Checagem de fatos: nós conferimos se todas as informações são reais, antes de publicá-las. Isso quer dizer que vamos atrás da fonte original da informação para não correr o risco de publicar notícia falsa (fake news) ou fora de contexto
  • Ouvir todos os lados: se uma pessoa, grupo ou organização é acusada de algo, vamos ouvir qual seu posicionamento em relação a isso e publicar
  • Pluralidade e diversidade de vozes, histórias e abordagens. Jornalismo também é dar voz para todos os envolvidos.

 

Apoie AzMina


Queremos chegar ao máximo de gente possível

Procuramos escrever matérias acessíveis e didáticas, para falar com o máximo de pessoas possível e combater a desinformação. Por isso nosso conteúdo é gratuito e livre de direitos autorais. Queremos que ele vá cada vez mais longe e seja reproduzido por muita gente.

Sim, nós somos feministas

AzMina não tem vergonha de dizer que é feminista. Na verdade, achamos que todos os veículos jornalísticos deveriam ser. Porque ser feminista quer dizer que acreditamos que homens e mulheres devem ter direitos iguais. Isso é o básico, não acham?

Mas infelizmente o mundo não é assim e queremos usar a informação para mudar esse cenário e combater a violência contra a mulher em todas as suas formas. Um dos pontos de partida é mudar a forma como a mídia aborda a mulher. Aqui você nunca vai ver:

  • Mulher ser culpada pela violência sofrida
  • Homofobia e racismo
  • Reprodução de padrões estéticos e de beleza
  • Estereótipos de gênero

Nossas outras fontes de recursos

O apoio dos nossos leitores é nossa principal forma de financiamento, mas contamos com outros apoios, entenda:

Fundações: AzMina já recebeu apoio de fundações para financiar projetos específicos, como bolsas de reportagens investigativas e a criação de um aplicativo para combate à violência contra a mulher

Empresas: AzMina trabalha em parceria com algumas empresas para produzir projetos jornalísticos e educativos alinhados com nossa Missão e Valores.

Parcerias: além dos apoios financeiros, contamos com parcerias que nos oferecem serviços essenciais  para que nosso trabalho possa acontecer.

Voluntariado: Também contamos com o trabalho voluntário de diversas pessoas para continuar existindo. De editoras que semanalmente colocam nosso conteúdo no ar, a colunistas que oferecem seus textos.

Aqui você pode conferir nossas contas e realizações dos últimos anos.

Apoie AzMina