azm_logo-educacional

AzMina agora conta também com cursos, palestras, workshops e oficinas

Conheça aqui nossas propostas educativas

Romance de folhetim

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 7: Quando percebi Alzira

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 6: Chuvas de Lis

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 5: Os santos de dona Eulália

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 4: Histórias de Olívias

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 3: Anatomia do não

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 2: O Dígito

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 1: Os velhinhos ou A descoberta da infância

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas

Pequenas esposas: último

Maria Vicentina ainda estava acostumada a acordar no horário das galinhas, por isso levantava de pés macios e ficava no escuro, esperando amanhecer e chorando baixinho. Mas chorando de alívio.

Pequenas esposas: penúltimo

A decepção de Matias estremeceu o chão. Não soube a quem mandar impedir aquela atrocidade, aquele saque sentimental. Geraldina era quem lhe amparava o corpo. Em rara lucidez, ia dizendo: deixa ir

Pequenas esposas: vigésimo primeiro

A proposta doeu no estômago de Maria, não pensou nela: tinha o receio de concordar. Ficou balbuciando desculpas, mas não fazia mal, porque Marcela era fluente na linguagem do medo.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE