azm_logo-educacional

AzMina agora conta também com cursos, palestras, workshops e oficinas

Conheça aqui nossas propostas educativas

Edição 3

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Listamos os maiores blocos feministas do Brasil pra você

Confira o roteiro dos blocos que celebram o poder das mulheres e onde o assédio não tem vez

Edital das bolsas de reportagem AzMina 2017

Quer fazer jornalismo feminista investigativo? As inscrições pro concurso vão de 6 a 10 de março!

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 8: Duas palavras

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.

“Num baile, fomos cercadas. E, por medo e culpa, nos calamos” – #UmaMinaAjudaAOutra

Foi uma covardia, mas na época achava que havia permitido aquela situação. Hoje sei muito bem quem eram os vilões e quem era a vítima

Elas estão enchendo o Carnaval de feminismo pra você. Quer brincar junto?

Estas mulheres já têm planos pra colocar o #UmaMinaAjudaAOutra em prática na folia - algumas já estão com a mão na massa

Chega de Fiu Fiu: Torcedoras se mobilizam por #EstádioSemAssédio

Mulheres de times diferentes se unem sob a bandeira: OCUPAR os estádios e RESISTIR ao machismo

Sexo casual no carnaval é sim coisa de mulher – e é importante falarmos disso para evitar doenças

O prazer é visto como masculino e o cuidado, a prevenção, como algo que cabe às mulheres, inclusive, negociar. Que tal deixar eles cederem nesse carnaval: sem camisinha, não

Entrevistamos a Globeleza e o criador do novo conceito pro Carnaval 2017

Diretor criativo dá a entender que mudança, como todo processo criativo é, de alguma forma, um reflexo de um mundo mais feminista

As drogas que podem aparecer no seu carnaval e como cada uma funciona

Sem hipocrisia, sabemos que apesar de ilegais essas substâncias pintam no carnaval de muita gente. Entenda o que cada uma causa no seu corpo: os efeitos e riscos

Nascem Flores no Asfalto – Capítulo 7: Quando percebi Alzira

Nessa distopia, reproduzir deixou de ser escolha. Acompanhe toda sexta a luta de quatro mulheres que resistem a que seus corpos sejam reduzidos a ferramentas.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE