logo AzMina

Você já é feminista

 

O primeiro aniversário d’AzMina foi festejado com o lançamento de um livro com o be-a-bá do Feminismo. Djamila Ribeiro, Flavia Biroli, o time d’AzMina e outras autoras discutem temas como sororidade, cultura do estupro e feminismo negro.

Vê só que linda a resenha que o Minas Nerds fez do livro

Livro organizado pela jornalista Nana Queiroz e viabilizado pela parceria entre a revista AZMina e a editora PólenVocê já é Feminista! é certamente a obra recente sobre feminismo mais didática e útil que alguém poderia ler! Extremamente ricos em referências bibliográficas, os textos são ilustrados com obras fundamentais para o aprofundamento dos temas abordados.

Lançado em 2016, o livro traz diversos artigos divididos em quatro partes:

Parte I – Bê-A-Bá do Feminismo, com textos de nomes de peso como Lola Aronovich (Escreva, Lola, escreva!), Nana Queiroz (AzMina) e Letícia Bahia (Reflexões de uma Lagarta), essa primeira parte é dedicada a esclarecer o que é o feminismo e quais são suas principais vertentes, trazendo inclusive um teste para que você consiga reconhecer com qual delas se identifica mais. O texto da Lola é particularmente muito inspirador, pois, sendo uma das maiores ativistas brasileiras, ela nos acalma ao dizer que não há uma cartilha feminista que precisemos seguir à risca. “Pra mim, me assumir feminista já basta. Não preciso rotular meu feminismo em alguma vertente se tenho pontos de concordância com todas elas”, ou seja, não cabe a ninguém medir nosso grau de feminismo ou tentar nos ensinar como devemos militar, porque ninguém vai confiscar nossa carteirinha!

Parte II – Identidades, com textos de Jaqueline de Jesus (Transfeminismo: Teorias e Práticas), Djamila Ribeiro (Carta Capital), Flávia Biroli (Autonomia e desigualdades de gênero), Luísa Marilac (AzMina) e Tamy Rodrigues (AzMina), a segunda parte aborda questões ligadas às diversas identidades encontradas no Feminismo, principalmente no interseccional, uma forma de lutar contra preconceitos, por direitos e pela visibilidade constantemente negada.

Na Parte III – Direito ao próprio corpo, Luiza Furquim (jornalista com passagens por diversas revistas femininas), Carolina Oms (AzMina), Amara Moira (ativista travesti doutoranda em teoria literária pela UNICAMP), Letícia Bahia, Carolina Vicentin (AzMina) e Helena Bertho (roteirista de cinema e colaboradora da revista AzMina) falam sobre questões polêmicas como o acesso ao nosso próprio prazer, pornografia, aborto e cultura do estupro. Pornografia é um dos assuntos mais polêmicos e geradores de opiniões divergentes dentro do feminismo. Por isso, toda informação é bem-vinda para que possamos construir um repertório que possibilite a reflexão e a argumentação, no sentido de entender como a produção pornográfica nos afeta e se é possível ser feminista consumindo pornografia, a partir da ideia de que existem níveis e tipos de pornografia mais ou menos aceitáveis.

Parte IV – Por uma cultura de equidade é dedicada a discutir questões que nos afetam em diversos âmbitos, como a vida doméstica e a profissional, a moda, a maternidade e a educação.  Nana Queiroz, Helena Bertho, Lívia Magalhães (AzMina), Luciana Veloso (Associação Artemis), Lucia Ellen (Casa Esfera), Carolina Vicentin e Carolina Oms falam sobre nosso papel no contexto familiar, o verdadeiro custo da moda, criação de filhos e como lidar com situações de assédio no trabalho.

Com linguagem acessível e exemplos muito próximos de nossa realidade, Você já é feminista! deveria ser leitura obrigatória no ensino médio, para todos os gêneros. Também é o tipo de obra que acrescentaria muito à vida das mulheres de todas as idades, pois os assuntos abordados são do interesse de toda a sociedade, independentemente de identificação com o tema. Até mesmo a possibilidade do feminismo dialogar com a religião é tratada no livro, ou seja, aspectos mais importantes de um movimento plural e internacionalmente reconhecido estão à disposição de quem tem interesse na construção de um mundo mais justo para todos. Excelente dica de presente!

Dados técnicos

Título: Você já é feminista!

Organidora: Nana Queiroz

Editora: Pólen Livros

Páginas: 176

 

Apoie AzMina

AzMina alcança cada vez mais gente e já ganhou mais prêmios do que poderíamos sonhar em tão pouco tempo. A gente acredita que o acesso a  informação de qualidade muda o mundo. Por isso, nunca cobraremos pelo conteúdo da Revista AzMina. Mas o jornalismo investigativo que fazemos demanda tempo, dinheiro e trabalho duro – então você deve imaginar por que estamos pedindo sua ajuda.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que gente que não pode pagar pela informação continue tendo acesso a ela. Porque jornalismo independente não existe: ele depende das pessoas que acreditam na importância de uma imprensa plural e independente para um país mais justo e democrático.

Apoie AzMina