Índice

  • divã carnaval 21-2

#AconteceuNoCarnaval: Meu namorado me agrediu pra me ‘proteger de mim mesma’

Por Divã d'AzMina'Ele deixou marcas roxas nos meus braços, pra me defender da minha infantilidade. Dos meus ciúmes exagerados'
  • carne2-1

Pode um diretor mudar uma ópera para falar de machismo e racismo?

Por Rebecca SouzaRebecca Souza narra a nova montagem da ópera, que levanta o debate sobre violência contra a mulher e anticiganismo. "Passaram os séculos e ainda queremos que mulheres sejam punidas por ousar ser quem são".
  • assedioa_dest-1

Nem tudo é permitido no Carnaval e assédio pode dar cadeia, diz procuradora do Ministério Público de SP

Por Carolina OmsUsando o guia produzido pela Revista AzMina, o Ministério Público de São Paulo entrou na campanha #CarnavalSemAssédio, lembrando quais são os nossos direitos e como devemos agir quando eles forem violados.
  • porque chamamos mulheres de menina

Por que chamamos mulheres de meninas?

Por Divã d'AzMina'Lembro do incômodo que senti quando perguntei quantos anos tinha a 'menina da limpeza' do trabalho de uma amiga. Uns 50 foi a resposta'
  • carnaval2

Resistência, afirmação, representação: nesse carnaval tem bloco feminista para todos os gostos!

Por Luisa TollerLuisa Toller lista os blocos feministas pelo Brasil, e conta um pouco da história de cada um
  • paquera_dest-1

Qual a diferença entre assédio e paquera?

Por Carolina OmsSaímos pelas ruas de São Paulo para perguntar aos homens qual a diferença entre assédio e paquera. "É complicado", disse um deles. A gente descomplica!
  • Moxine_IwiOnodera_600x337

Moxine, duo de indie pop, lança EP sobre amores e rumos incontroláveis

Por Hard GrrrlsMônica​ ​Agena assina a produção do "Passion Pie", que reafirma a importância da mulher na música
  • trans_dest-1

Uma pessoa trans é morta a cada 48 horas no Brasil

Por Ponte JornalismoEm 2017, foram 185 mortos, maior número já registrado por observatório de violência trans. A transfobia, preconceito baseado na identidade de gênero, permeia a motivação principal destes crimes brutais.
  • aranha_dest-1

No Carnaval, na cama e nas ruas, “deixa ela tocar em paz”

Por Carolina OmsSe, antes, as músicas de carnaval eram predominantemente machistas ou racistas, agora, as mulheres ocupam esses espaços com marchinhas feministas e que lutam pela igualdade de gênero.
  • trans fake2

Precisamos valorizar atores e atrizes trans

Por Jaqueline de JesusJaqueline de Jesus questiona a recorrente colocação de pessoas cis no papel de pessoas trans: "atores trans têm sido sistematicamente excluídos de representar qualquer papel"
  • thais_p-1

Thais Corral: protagonismo feminino para um planeta sustentável

Por Believe.EarthHá mais de 25 anos, ela luta para incluir as mulheres nas discussões sobre questões climáticas e mudar a forma de pensar o mundo.
  • coxota_600

Me chamam para trabalhos só para preencher a “cota vaginal”

Por Divã d'AzMina"Antes uma cota vaginal do que sem cota, sendo esse o doce amargo da 'coxota': a gente (quase) precisa agradecer por poder reclamar."
  • grafiti2

7 coisas que você pode fazer por uma mãe em 2018

Por Tayná LeiteNão julgar, não limitar brincadeiras por gênero e incentivar a amamentação estão na lista feita pela nossa colunista Tayná Leite
  • face-1

Facebook, não isole a mídia independente e feminista

Por Equipe AzMinaMudança no Facebook coloca em risco sobrevivência d’AzMina e da mídia independente.
  • boca2

A história de duas bruxas: Papusza e Dalila Ohana

Por Rebecca SouzaRebecca Souza narra duas histórias de discriminação, perseguição e exílio. 'Sem sombra de dúvida Dalila e Papusza foram mulheres empoderadas'
  • entrevista

‘Fui eliminada em cinco entrevistas de emprego porque tenho filho pequeno’

Por Divã d'AzMina'Precisamos de disponibilidade total, talvez com um filho fique difícil para você. Que tal deixar que eu mesma decida sobre isso?'
  • Verão literário.001

Verão literário: 9 cursos, eventos e leituras para começar o ano

Por Bruna EscaleiraConfira algumas dicas de cursos, eventos, clubes de leitura e revistas literárias que vale a pena ficar de olho o ano todo
  • home

Ceder ou desistir: como o mercado está transformando profissionais em donas de casa

Por Nana QueirozNo braço de ferro por dar tudo no trabalho, muitas mulheres têm optado por dar nada - e voltam para a tarefa de serem mães em tempo integral
  • Anitta 5

Avançamos ou recuamos quando o assunto é arte e feminismo?

Por Luisa TollerDo assédio do ator “garanhão” ao novo clipe da Anitta, Luisa Toller faz a retrospectiva de 2017
  • natal dest-1

Por que o Natal deixou de fazer sentido pra mim

Por Equipe AzMina'Que no Ano Novo a gente possa amar de coração; desgostar de peito aberto e livre; e praticar o respeito sincero à escolha alheia. Mesmo que isso nos afete'
  • Leonice-Tupari_Foto-Marcela-Bonfim-15-1-1024x576

Mulheres indígenas se unem por voz em Rondônia

Por Amazônia RealEm entrevista, Leonice Tupari conta como foi ocupar o espaço de liderança na tomada de decisão 
  • 2018semculpa

‘Viver sem culpa, essa é minha resolução para o Ano Novo. E a sua?’

Por Equipe AzMina'Passamos a vida elogiando pessoas queridas, mas não conseguimos perceber o mesmo em nós'
  • cupid

Afinal, o que é o amor que os brancos tanto falam?

Por Rebecca SouzaRebecca Souza conta sobre a erotização da mulher cigana: "Ah! essas são fogosas, sobrenaturais na cama. E ciganos não tem isso de fidelidade, né?"
  • 15-livros

15 livros incríveis lançados por mulheres em 2017

Por Bruna EscaleiraConfira uma seleção de obras literárias de autoria feminina lançadas no Brasil este ano. "Esta é apenas a ponta do iceberg - ou melhor, da fogueira! - de obras inflamam nossas letras"
  • azm_explrod_destaque

As meninas de Minas

Por Amanda CélioCom a maior malha rodoviária do Brasil, Minas Gerais é líder no número de pontos de exploração sexual de crianças e adolescentes. Confira reportagem investigativa de Amanda Célio
  • people2

Talvez eu não seja a melhor mãe do mundo… E tudo bem!

Por Tayná Leite"Precisamos aceitar formas diferentes de maternar e que muitas de nós não amam a maternidade mais do que tudo na vida"
  • ciganasdest-3

As dificuldades no acesso aos direitos

Por Anaíra SarmentoQuando as ciganas chegaram à Joinville, já tomavam remédio para depressão, mas com a falta diária de alimentos, insegurança e insalubridade no terreno, o sofrimento aumentou.
  • PFR_1444

As contradições do matrimônio cigano

Por Anaíra SarmentoMesmo em um acampamento chefiado por mulheres, a tradição fala mais alto e as regras para as mulheres são mais duras. Uma vez viúvas, as ciganas não podem casar novamente.
  • ciganasdest-2

Tecendo a resistência

Por Anaíra SarmentoSem os maridos, as ciganas tiveram que aprender o comércio. Em casos extremos, quando não há encomendas de costura, acabam recorrendo à mendicância.
  • ciganas_principaldest-1

A história do único acampamento cigano chefiado por mulheres

Por Anaíra SarmentoFundado em 2011 por três viúvas, o acampamento enfrentou machismo, racismo e o desamparo.
  • capa_divã_aids_cortada

‘O HIV já me atingia muito antes de entrar em mim’

Por Equipe AzMina'Amanhã celebramos o Dia Internacional da Luta Contra a Aids e quero sugerir a todos e todas que façam o teste. E que venha a cura!'
  • guerrilla2

Em cartaz no Masp, as Guerrilla Girls expõem a falta de mulheres na arte

Por Luisa TollerEm sua coluna de estreia, Luisa Toller questiona o porquê de mulheres estarem em museus apenas como modelos nus
  • elena-p-1

Elena Ferrante: por que só se fala nela?

Por Bruna EscaleiraSó se fala em Elena, porque precisamos ouvir Elena falar. Seu discurso expõe a necessidade de que mulheres falem mais sobre si e sobre outras mulheres
  • portalsêla_capa

Portal celebra protagonismo feminino na música

Por Hard GrrrlsProjeto reunirá artistas independentes de todo o Brasil e de todos os estilos musicais. Objetivo é dar visibililidade a elas e funcionar como um catálogo de busca
  • violenciap-1

O pedido de socorro que vem do celular

Por Thais FolegoAplicativos de combate à violência contra a mulher se multiplicam e buscam tanto prevenir quanto encontrar apoio para agressões já sofridas
  • cam-1

‘Mulher negra: força, respire e vai pra cima. O mundo é seu também’

Por Equipe AzMina'Você deve isso a você mesma, a mim, e a todas as minas pretas que ainda vão pisar nesta terra'
  • retouch2

O racismo não é ‘coisa da minha cabeça’

Por Luana GénotLuana Genot fala sobre as microagressões sofridas por negras e negros e sobre como isso atrasa cruelmente a conquista da igualdade racial
  • promo_mulher_FotoNubiaAbe2

“Nossa pele preta é o nosso manto de coragem e resistência”

Por Thais FolegoA Revista AzMina perguntou pra seis mulheres negras incríveis: Por que precisamos do Dia da Consciência Negra?
  • diva futebol

‘A torcida subestima os times femininos’

Por Equipe AzMina'Temos que fazer o triplo para ter o mesmo reconhecimento dos masculinos. A maioria dos técnicos é de homens e suas habilidades raramente são contestadas'
  • Jesus 2

‘O simples fato de Jesus ser uma travesti’

Por Jaqueline de JesusJaqueline de Jesus comenta a proibição do espetáculo "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu": 'Não há outro nome para isso senão transfobia'
  • capa menstruação 14-11

É possível ficar de boa com a menstruação?

Por Juliana LunaA partir do dia em que eu parei de vilanizar minha menstruação, tudo mudou. É possível pararmos de projetar as mentiras que foram espalhadas pra nos desempoderar?
  • wedding-964415_1920[[2

Não sou uma vergonha para meu povo, e me levanto para dizer: ‘Sou cigana e bissexual’

Por Rebecca Souza"Em populações tradicionais debates sobre lesbianidade e bissexualidade simplesmente não existem", conta Rebecca Souza
  • judith-1

É muito tarde para silenciar questionamentos sobre gênero, diz Judith Butler

Por Letícia BahiaFilósofa já está no Brasil e fala à AzMina sobre racismo, feminicídio e as tentativas de silenciá-la
  • divã_28-10_capa

‘Fazer cesárea não me tornou mais fraca ou menor do que qualquer outra mulher’

Por Equipe AzMina'Durante meses não conseguia contar a história do nascimento da Luisa sem chorar.'

Teatro também é literatura: quem são as dramaturgas do nosso tempo?

Por Bruna EscaleiraConheça 30 mulheres da cena teatral brasileira e trechos exclusivos de suas peças
  • teatro_divã_outubro_capa

#Me Too: Meu diretor de teatro dizia que minha salvação era ele

Por Equipe AzMina'Aos poucos via que uma mulher saía da companhia, depois outra e outra... o motivo era o mesmo: assédio.'
  • DEAM-Belem_600X337

“O poder público só nos vê quando a gente tomba”

Por Agência Pública de Jornalismo InvestigativoA reportagem foi até Ananindeua para investigar por que essa é a cidade que mata mais mulheres no Brasil
  • mala 2

Casamento no segundo encontro: amor ou resultado da lesbofobia?

Por Evelyn SilvaEvelyn Silva questiona a extensão do machismo e da lesbofobia: "Mulheres, lésbicas ou não, são criadas para o casamento”
  • 140312028120181448447270

Entidades pedem veto de Temer a mudanças na Lei Maria da Penha

Por Equipe AzMinaElas afirmam ser inconstitucional permitir que delegados ajam como juízes ao conceder medida contra agressores.
  • cristasP-1

Quem são as mulheres que querem unir religião e feminismo

Por Josie JeronimoEntre católicas e evangélicas, surgem grupos que recusam a submissão
  • facade-2

Nudez e pedofilia: onde está o real problema?

Por Tayná LeiteIncentivamos uma relação com a sexualidade desigual e potencialmente perigosa para meninas e mulheres, corroborando com esse número vergonhoso de abusos
  • 1796838_449930345140474_8090325_o

‘Ajudo mulheres que querem fazer aborto: envio pílulas para 180 países’

Por Equipe AzMina'O aborto é assistência à saúde. Você não precisa acreditar nessa necessidade, mas ela existe.'
  • mapa3

Sou uma mulher cigana, mas não sou um estereótipo

Por Rebecca SouzaSendo de etnia cigana atravessei a ponte do machismo do meu povo e a ponte da negação dos meus direitos humanos. E ainda há pontes a atravessar
  • capa-pedras-equilibrio-tenda vermelha-3-10

Autocuidado: Como reprogramar uma mente educada a viver com medo?

Por Juliana Luna'Fomos educadas a viver com medo. De não conseguir trabalho, de ficar solteira, de casar, de os peitos caírem, de ser inteligente.'
  • mulherespol-1_thumb2

A reforma política pode aumentar a participação das mulheres?

Por Samanta DiasMudanças para incentivar a participação de mulheres na política podem ser aprovadas nesta semana.
  • mulhernegra-thumb2

Criminalização do aborto mata mais mulheres negras

Por Thais FolegoRacismo institucional eleva a chance de pretas e pardas morrerem durante o procedimento em 2,5 vezes em relação às brancas
  • diva_28-9_interna_thumb2

Fiz vários abortos sem pedir ajuda aos ‘pais’: me via como a única responsável

Por Equipe AzMina'Demorei muito a perceber que a responsabilidade é dos dois envolvidos. A gente sofre pra cacete e ainda é condenada'
  • luizaromao

Poeta mostra a História do Brasil sob a ótica de um útero

Por Bruna EscaleiraEm seu segundo livro, Luiza Romão revisita bases patriarcais com 28 poemas que representam as fases do ciclo menstrual
  • capa_diva_21-9

Eu fiz um aborto: ‘Sou trans, e engravidei depois de ser estuprado’

Por Equipe AzMina'Tive vergonha de ir à Polícia. Eu, com um corpo de homem, mas com uma vagina. Eles iam rir de mim.'
  • proptestodia-da-mulher-183

Menos abortos? Descriminalizar é a saída

Por Debora Diniz"É somente conhecendo as razões por que uma mulher precisou do aborto que se reduz o número de procedimentos", diz Débora Diniz.