logo AzMina

azm01_programa_04

Sambando fora do circuito
Em uma periferia imaginária, novas formas são testadas: novas formas de amor, de afeto e de família. O filme “Quase Samba” acompanha a cantora Teresa, que está no último mês de gravidez e se vê no meio da disputa entre dois homens que podem ser o pai de seu filho: o amável Charles e o violento Fernando. Ela até busca o amor, mas não tem necessidade de homem, não! Como diz no filme: “Esse filho é meu!”. Até porque ela já tem ajuda de Shirlei, uma trans com quem ela vive e divide uma amizade gostosa, pra criar seu filho mais velho e o que está a caminho. É um filme bem delicado sobre relações humanas, dirigido por Ricardo Targino, que ousa em outra praia: a distribuição. Num país onde entrar no circuito comercial é quase impossível para os pequenos produtores, o longa chega de uma nova forma.

Quase Samba
Em parcerias com indivíduos, escolas e organizações, o filme é exibido em praças, cineclubes e sessões alternativas. Vale ficar de olho na agenda, para ver quando chega à sua cidade, ou até, quem sabe, organizar uma exibição.
por Larissa Ribeiro
9 de setembro de 2015

Apoie AzMina

AzMina alcança cada vez mais gente e já ganhou mais prêmios do que poderíamos sonhar em tão pouco tempo. A gente acredita que o acesso a  informação de qualidade muda o mundo. Por isso, nunca cobraremos pelo conteúdo da Revista AzMina. Mas o jornalismo investigativo que fazemos demanda tempo, dinheiro e trabalho duro – então você deve imaginar por que estamos pedindo sua ajuda.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que gente que não pode pagar pela informação continue tendo acesso a ela. Porque jornalismo independente não existe: ele depende das pessoas que acreditam na importância de uma imprensa plural e independente para um país mais justo e democrático.

Apoie AzMina