azm_logo-educacional

AzMina agora conta também com cursos, palestras, workshops e oficinas

Conheça aqui nossas propostas educativas

carol.vicentin

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Carolina Vicentin

Carolina Vicentin

Repórter Especial de Maternidade
A Carol é repórter especial da Revista AzMina, responsável pela editoria Mãezinha Vírgula. Ela também é especialista em Bioética e em Marketing Digital. Trabalhou nos jornais Metro, Correio Braziliense e Jornal do Brasil e na Secretaria de Comunicação da Universidade de Brasília e como consultora da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e do Sebrae. Atualmente, tem uma coluna semanal no site Metrópoles. É mãe do Miguel, de 2 anos, e do Solano, de 6 meses. Divide esse projeto ousado com o Lourenço, companheiro procrastinador e apaixonado. Nas horas vagas, assiste a episódios antigos de séries de TV (porque os novos ela não consegue acompanhar), prepara bolos e devora leite condensado de caixinha a colheradas.

Dar cu é bom?

Faz mal? Dá pra gozar? É submissão? Passa doenças? E se sair cocô? A gente responde a todas essas dúvidas sobre o uso sexual do ânus e muito mais nesta reportagem

Conheça os deputados que querem acabar com o direito ao aborto

Mesmo com afastamento de Cunha, outros deputados conservadores aproveitam para propor leis que querem, por exemplo, obrigar médicos a denunciar mulheres

Profissionais de saúde assumem papel de juízes e castigam mulheres que abortaram

Segundo pesquisa, é comum que médicos e enfermeiras façam juízo de valor sobre abortos legais e ilegais e, em algumas situações, decidam que lhes cabe punir a mulher

A vida – e o estigma – de quem trabalha com aborto legal no Brasil

“Se um médico vai para uma cidade do interior e começa a fazer esse tipo de atendimento, ele vai ficar conhecido por isso. E ninguém gosta de ser conhecido por fazer aborto”

Como posso ter acesso ao aborto legal?

Explicamos tudo tim tim por tim e sem moralismo ou julgamentos

“Tem certeza de que este ‘estuprador’ não era seu namorado?” – a saga de mulheres que buscam o aborto após o abuso

Uma pesquisa realizada com 82 profissionais de saúde que trabalham com a interrupção da gestação prevista em lei revelou que suspeitar das alegações das vítimas é prática corriqueira

Governo promete acesso ao aborto legal em toda a rede SUS – entenda o que isso significa

Se cumprida, a promessa feita à reportagem da Revista AzMina representaria uma grande mudança e conquista para as mulheres brasileiras que moram fora das capitais

O aborto legal não existe no Brasil – não na prática

Mais da metade das mulheres que buscaram aborto previsto em lei (casos de estupro, risco à saúde ou vida da mãe e anencefalia do feto) não são atendidas. AzMina vai ao cerne da questão e consegue que o Ministério da Saúde prometa atendimento integral em qualquer hospital do país

Onde estamos errando se um terço da população ainda culpa a mulher pelo estupro?

O movimento das mulheres cresceu tanto, mas parece que a mentalidade geral não mudou. Talvez seja preciso repensar nossas estratégias.

Cinco comportamentos que pais devem adotar para acabar com o machismo

Em pleno século XXI, continuamos a ensinar às meninas que elas não são donas do próprio corpo. Como pais e mães, temos a responsabilidade de mudar isso
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE