A Revista AzMina levou o Troféu Mulher Imprensa 2017, da revista “Imprensa”, como o melhor projeto jornalístico. A lista de campeãs da 11ª edição do prêmio foi divulgada na segunda, 12. A revista foi eleita em votação popular.

“A gente aqui n’AzMina trabalha movida a paixão: a grana é curta, o trabalho é intenso, mas nunca falta motivação. Este prêmio vem nos dizer que estamos indo no caminho certo!”, afirma Nana Queiroz, diretora de redação da revista e Diretora Executiva d’AzMina.

A honra é ainda maior ao observar os nomes das demais finalistas na mesma categoria, as mulheres sensacionais dos projetos: Agora é que são elas; Blogueiras Negras; Nós, mulheres da periferia e Think Olga.

Prestes a completar 2 anos, a Revista AzMina se mantém independente graças aos mais de 1.000 doadores que ja contribuíram para financiar o projeto. A revista está na reta final de mais um crowdfunding, desta vez para financiar 12 grandes reportagens investigativas sobre temas como exploração sexual infantil nas rodovias mineiras, mulheres nas Forças Armadas e o racismo no mundo da moda. Para conhecer os detalhes e fazer sua doação, clique aqui. A arrecadação se encerra em dois dias!

Obrigada a todos e todas que votaram e que seguem contribuindo para financiar a este projeto.

“Só podemos agradecer aos mais de mil de doadores que possibilitaram que a gente existisse. Sem eles, AzMina seria só um sonho”, completa Nana.

AzMina é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é usar a informação e a educação combater os diversos tipos de violência que atingem mulheres brasileiras, considerando as diversidades de raça, classe e orientação sexual. Já a Revista AzMina é uma publicação online e gratuita para mulheres de A a Z.


***Você sabia que pode reproduzir tudo que AzMina faz gratuitamente no seu site, desde que dê os créditos? Saiba mais aqui.