De Washington, D.C.

Não foram só os números da Marcha de Mulheres contra o presidente americano Donald Trump que chamaram a atenção dos Estados Unidos durante este sábado. A criatividade e o senso de humor da mulherada também foram de espantar! A começar pelo tema da marcha que, como piada, encheu as ruas de toucas de gatinhos cor-de-rosa – em inglês, a mesma palavra para “gatinho” (pussy), significa também “buceta”.

A imagem era uma referência a uma das grosserias que o 45º líder dos Estados Unidos disse em sua campanha: “Mulheres a gente agarra pela buceta”. Centenas de milhares responderam em coro: “E a buceta ataca de volta”.

A organização esperava ao menos ao menos 200 mil manifestantes, mas os números foram muito maiores e elas tomaram quarteirões. No país, ultrapassaram um milhão. Nós d’AzMina andamos as ruas da capital americana e trazemos para vocês um pouco desta criatividade.

“Agora você irritou a vovó!” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Libertem a Melania!” – em referência à primeira-dama dos EUA – Foto: Nana Queiroz/AzMina

Cartaz brinca com o hábito de Trump de chamar de “nojentas” mulheres que discordam dele. A tradução seria mais ou menos assim: “Nojenta? Você ainda não viu nada!” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Útero: mais regulado do que armas” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Eu sou uma mulher (female) FE = ferro Male = homem. Logo, sou um Homem de Ferro” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Esta buceta ataca de volta” – – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Não acredito que ainda temos que protestar sobre essas merdas”- Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Gentil é o novo sexy” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Lugar de Mulher é na resistência” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Primeiro você me dá vontade de vomitar, depois me tira o Plano de Saúde”- Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Fúria da Meia Idade” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Que bom que nasci mulher, senão seria Drag Queen” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

Mulher veste fantasia de “buceta gigante” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

“Dumbledore nunca deixaria uma coisas dessas acontecer” – Foto: Nana Queiroz/AzMina

* Você sabia que pode reproduzir tudo que AzMina faz gratuitamente no seu site, desde que dê os créditos? Saiba mais aqui.