Foto: pixabay.com

Foto: pixabay.com

Este não é um manual de como reconquistar sua ex. É um guia prático destinado a todos os ex-maridos e namorados que têm filhos ou frequentam ambientes comuns às suas ex-companheiras, para que os dois vivam uma relação mais sadia e livre de machismo e as crianças possam ser felizes gozando do amor do pai e da mãe.

Leia mais: Guia didático sobre a cultura do estupro para você não passar vexame na internet

AzM_vaquinha_bullet_1Como chamar sua ex.

O romance entre vocês acabou, logo, não cabe mais falar “querida”, “amor”, “minha gata”, “minha morena”, “minha paixão”. Isso não significa que o respeito tenha acabado também. Ou seja, nada de “vadia” ou “puta sem coração” – lembrando que prostituta não é xingamento, é profissão. Nós temos nomes e desejamos ser chamadas por eles.

Elogios podem ser feitos, mas com limites. Pode ser que, quando vocês estavam juntos, sua ex gostasse que você comentasse sobre o corpo e a sensualidade dela. Isso passou no momento em que ela terminou com você. Comentários de cunho sexual agora são assédio, justamente porque não são bem-vindos.

AzM_vaquinha_bullet_2

Sua ex não é, nem nunca foi, sua propriedade.

Nós, mulheres, NÃO somos propriedade de ninguém. O fato de você ter se relacionado com alguém, ou mesmo ter um filho com alguém, não lhe dá o direito sobre a vida e os desejos dessa pessoa. Principalmente se você é carta fora do baralho e ela deixou claro que não quer uma reconciliação. O que ela faz ou deixa de fazer com sua vida pessoal, se ela sai com todo mundo ou ninguém só diz respeito a ela, ou, no máximo, às pessoas para quem ela pedir conselhos.
AzM_vaquinha_bullet_3Pensão não é privilégio, é direito.

Queridos, entendam de uma vez por todas: pagar a pensão NÃO é ajudar sua ex. É obrigação de pai. O filho também é seu, e não é obrigação da mulher criar, educar e sustentar um filho sozinha. Então pare de exigir privilégios pelo valor da pensão que você paga. Você não faz mais do que sua obrigação!

E se ela tem a guarda das crianças, também tem menos tempo livre para trabalhar, logo, precisa ser compensada financeiramente para que continue tendo todo o tempo necessário que a educação das crianças exige. Se você não quer dar a ela compensações financeiras, simples: obtenha guarda compartilhada – mas compartilhada DE VERDADE. Faça metade das lições de casa com as crianças, dê metade dos banhos, cozinhe metade das refeições, vá em metade das reuniões de escola e dê metade dos beijinhos antes de dormir.

Mulheres não precisam de privilégios, só precisam que você reconheça que quem tem mais obrigações também merece mais direitos. Além disso, no Brasil, se o homem tiver a guarda dos filhos, é bastante comum que juízes peçam que mulheres paguem pensão, de maneira igual e justa – e nós somos a favor disso, pare de dizer que, quando exigimos o mesmo, é mimimi.

AzM_vaquinha_bullet_4E a família dela?

Nós entendemos que você cria laços com os familiares de suas ex e isso é perfeitamente normal pra todo mundo que tem um coração. Você tem todo o direito de continuar amando essas pessoas e se relacionando com elas se as duas partes quiserem assim, mas não pode, de maneira alguma, depois que o relacionamento acabou, pedir à família dela que interceda por você, que a convença de que ela é uma louca incapaz de pensar por vontade própria.
AzM_vaquinha_bullet_5

Não manipule seus filhos.

Não se faça de vítima para os familiares e amigos de sua ex, muito menos para seu filho – alimentar o ódio contra a mãe não vai influenciar positivamente o caráter do seu filho (temos consciência de que esse conselho vale para ex-esposas também). Dizer coisas como: “o papai não tem casa”, “papai queria, mas mamãe não deixa”, “papai faz de tudo, mas mamãe só complica” ou, a pior de todas, “tua mãe é uma vadia” não vai fazer do seu filho um cidadão de bem.

AzM_vaquinha_bullet_6Não responsabilize a ex pelos seus dramas pessoais.

Não culpe sua ex pelas desgraças da sua vida. Tudo o que acontece é um reflexo de nossos atos ou falhas de nossa sociedade injusta. Se você não tem residência fixa ou um trabalho estável, isso não é culpa da sua ex. Pode ser culpa da sua incompetência, ou do preconceito e racismo da sociedade mas, com certeza, ela não tem nada a ver com isso e tem todo o direito de não querer você na casa dela se isso não faz ela feliz.

AzM_bullet_7Manter um relacionamento amigo depende da decisão de duas pessoas.

Se sua ex deixou bem claro que não quer “conversar”, “discutir a relação” ou “confraternizar”, respeite. Ninguém gosta de ser pressionada. Não importa se você é um canalha arrependido ou simplesmente o cara legal com quem não deu certo. Cada um sabe a dor de lidar com um amor que não deu certo – e entende se pode suportar isso ou não.

AzM_bullet_8Ameaça é crime.

Chega a ser ridículo ter que dizer isso, mas, infelizmente, é necessário. Ninguém tem direito de ameaçar e aterrorizar a vida de outra pessoa. Então, pare de ligar. Não apareça sem ser convidado ou sem hora marcada. Nunca diga que vai “matar”, “por fogo na casa”, “sequestrar seu filho”, “matar seus familiares”, “difamá-la socialmente”… e por aí vai.

E se, por acaso, você for um idiota completo e decidir fazer tais ameaças, não reclame das consequências. Ela tem todo o direito de ir até a delegacia mais próxima registrar ocorrência e a polícia terá todo o direito de prender você se essa for a gravidade do caso.

AzM_bullet_9Lembre o significado de NÃO:

Adv.

  1. Designação de partícula negativa, inversa à partícula afirmativa sim;
  2. Manifesta ou explicita negação ou rejeição; do mesmo significado da expressão: de modo nenhum;
  3. Designação de jamais, negativo ou nunca;

n.m.

  1. Negação ou negativa;
  2. Recusa ou rejeição.

Reforçando: NÃO = Rejeição, negativa, recusa…

Quando sua ex diz NÃO, ela realmente quer dizer NÃO! Não quer dizer que ela ainda o ame, queira te castigar e você deva insistir. Muito menos que ela está lobotomizada por familiares e amigas e esteja sendo obrigada a te recusar. O NÃO só significa que ela não está mais interessada em você, e assim, você deve ir viver sua vida e deixa-la viver em paz. Pode ter certeza: nenhuma agressão ou ameaça fará sua ex te amar novamente, pelo contrario, só a fará sentir mais desprezo por você.

Com certeza existem muitos caminhos pra você ser feliz sem ela na sua vida. Busque-os!