(null)

Nana Queiroz é diretora de redação e fundadora da Revista AzMina – Foto: João Fellet

H oje a equipe da Revista AzMina acordou com uma surpresa boa: Nana Queiroz, nossa diretora de redação, está entre as finalistas do Troféu Mulher Imprensa, promovido pelo Portal Imprensa, por seu trabalho com nossa publicação. A honra foi ainda maior ao observar os nomes das demais finalistas na mesma categoria “Jornalismo de Mídia Sociais”: Cynara Menezes, a Socialista Morena, Eliane Brum, por seu trabalho no El País, Juliana de Faria, criadora do Think Olga, e Tatiana Vasconcellos, da Band.

A votação por júri popular está rolando. Vote aqui. O prêmio conta com 17 categorias, e todas reconhecem o árduo trabalho das mulheres no mercado de comunicação brasileiro.

A primeira fase teve início em novembro de 2015, quando um júri de excelência – composto por cerca de 60 profissionais de relevância no mercado brasileiro, que cobrem ou têm pleno conhecimento da mídia na qual votaram – indicaram, por livre escolha, três mulheres que tiveram destaque em 2015, na sua opinião, em cada uma das 17 categorias listadas. As profissionais indicadas foram submetidas à votação final do júri, que definiu as cinco mulheres que disputarão a votação popular, em cédula eletrônica via site.

Conheça a Nana um pouco mais

A Nana é autora do livro “Presos que Menstruam” e roteirista do filme de mesmo nome que está em produção (e querendo virar série). Ela também é colunista do Brasil Post e criadora do protesto Eu Não Mereço Ser Estuprada. Entrou nas listas de mulheres mais destacadas de 2014 do UOL, Brasil Post e do think tank feminista Think Olga. Em 215, entrou na lista do Think Olga de escritoras inspiradoras. Como jornalista, trabalhou nas revistas Época, Galileu, Criativa e Veja, além dos jornais Correio Braziliense e Metro. Em 2015, foi uma das fundadoras da Revista AzMina. No ativismo, foi media campaigner da Avaaz. É bacharel em jornalismo pela USP e especialista em Relações Internacionais pela UnB. Tem quatro paixões na vida: o companheiro João, o cachorrinho Pequi, a equipe da revista e séries e filmes de zumbis.

Veja as finalistas de outras categorias já divulgadas:

Repórter de Jornal
Catarina Alencastro – O Globo
Leticia Arcoverde – Valor Econômico
Maria Lima – O Globo
Patricia Campos Mello – Folha de S.Paulo
Vera Rosa – O Estado de S. Paulo
Jornalista de Mídias Sociais
Cynara Menezes – Socialista Morena
Eliane Brum – El País
Juliana de Faria – Think Olga
Nana Queiroz – Revista AZMina
Tatiana Vasconcellos – Band
Diretora ou Editora de Redação
Ana Estela de Sousa Pinto – Folha de S.Paulo
Mariza Tavares – CBN
Renata Lo Prete – GloboNews
Sheila Magalhães – BandNews FM
Vera Brandimarte – Valor Econômico
Âncora de Rádio
Gilda Soares – Rádio Espírito Santo
Kátia Pereira – Rádio Itatiaia
Madeleine Lacsko – Jovem Pan
Mara Régia – Rádio Nacional da Amazônia
Tânia Moralles – CBN
Âncora de TV
Adriana Araújo (Record)
Maria Beltrão (GloboNews)
Mariana Godoy  (RedeTV!)
Renata Vasconcellos (Globo)
Sandra Annenberg (Globo)
Fotojornalista
Ana Carolina Fernandes (fotojornalista)
Bruna Prado (Jornal Metro)
Claudia Andujar (fotojornalista)
Gabriela Biló (O Estado de S. Paulo)
Karime Xavier (Folha de S.Paulo)