azm_logo-educacional

AzMina agora conta também com cursos, palestras, workshops e oficinas

Conheça aqui nossas propostas educativas

2016

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Indústria da cesárea aumenta violência obstétrica no Brasil

Questionário feito pela reportagem com 150 mulheres mostra que em 61,5% dos casos o procedimento foi uma sugestão médica e não uma escolha da mulher

“Quando estamos trabalhando não queremos ser bonitas, queremos ser inteligentes”, diz Youtuber assediada por Vin Diesel

Em entrevista exclusiva à AzMina, Carol Moreira fala sobre a chuva de ataques que recebeu nas redes sociais desde que decidiu expor comportamento do ator americano

As 11 séries mais feministas de 2016

De Eleven de "Stranger Things" à trans Maura de "Transparent" todas as mulheres poderosas que cruzaram nossas telas - e algumas séries pra você descobrir

Mulheres que fizeram história no esporte em 2016

O ano foi mesmo delas! Com uma coleção de recordes e medalhas, as atletas quebraram muitos paradigmas esse ano!

15 livros incríveis lançados por mulheres em 2016 que você não ficou sabendo

O melhor da literatura nacional escrita por mulheres este ano

“Caro pai do meu filho, queria que você parasse de cuidar da minha vida”

E passasse a cuidar da do nosso filho. Ele está crescendo e você não está por perto. Já eu, eu posso viver e isso não me torna uma mãe ruim.

Controle da prostituição e ataque aos direitos de migrante

O debate sobre a prostituição não pode ignorar migrantes e perder de vista que tentativas de controle costumam mascarar projetos xenófobos de sociedade

14 festivais feministas de música pra você ficar de olho em 2017

Os festivais de 2016 em que mulheres soltaram a voz contra o machismo vieram pra ficar!

2016 foi ano de olharmos para os femicídios causados pela lei

A criminialização do aborto causou uma matança no Brasil: uma mulher a cada seis horas. Esse sangue está nas mãos do Estado.

“Mulheres serão as vítimas preferenciais da PEC do Teto”, diz subprocuradora da República

Em outras palavras, as mulheres trabalharão mais e por mais tempo, sem remuneração ou com remuneração precária
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE